Feeds:
Posts
Comentários

Archive for outubro \18\UTC 2008

Retrato de família

Lembro desse dia. Com carinho, como poucas vezes. Mamãe estava fazendo caretas enquanto papai tirava a foto. Era dia de festa. O meu irmão com a gravatinha borboleta, sempre impecável mas torta, e o sapatinho de verniz preto. A minha irmã e eu, como era costume naquela época, com o mesmo vestido. Lembro da felicidade daquele dia. E do bolo de chocolate da vovô. Eram tempos felizes. A morte e a sordidez ainda não tinham quebrado a família, uma relação impecável mas sempre torta, como a gravatinha do meu irmão. Um nó na garganta e a mesma lágrima de sempre. Mas os nossos vestidos serão sempre os mesmos. E estaremos sempre juntas, mesmo que não possamos falar-nos ou tocar-nos. Hoje, no meu refúgio ao que eles ainda não podem chegar porque não é hora, olho essa foto e só posso desejar aos que ficaram que nem a morte nem a sordidez atrapalhem a suas vidas.

Anúncios

Read Full Post »

Tialú! Tialú!

 

Au au au, inha i inhó, miau miau miau, cocorocó.

Cachorro, cavalo, gato, galinha. Bincadeira de criança. Brincadeirinha.

Quanto tempo tinha passado já. As ilusões tinham passado já. E muitas das alegrias também. Mas algumas ficaram para sempre, guardadas na cabeça de Caio. E no caderno do Pequeno Príncipe que tinha para anotar tudo aquilo que não queria esquecer. Precisava desse caderninho para muitas coisas: para a primeira vez que marcou um gol no pátio do colégio, para o primeiro dia de aula de inglês, para aquela tia-não-sei-o-quê que sempre, depois de olhar no caderno, virava tia Cidália, prima irmã do marido da prima da vovô. Precisava para muita coisa mas não para a Tialú. Para a Tialú ele não precisava do caderno. Agora põe o tigre, Tialú!

Read Full Post »

A banda

 

Read Full Post »

Robert Capa

Robert Capa

Unos contactos disipan dudas sobre la autenticidad de la célebre imagen de Capa.

http://www.elpais.com/articulo/cultura/soldado/fotografo/muerte/elpepucul/20081005elpepicul_1/Tes

Fuente: elpais.com

Read Full Post »

7 dias

7 dias. 4 vôos. 3 cidades. 1 despedida. 22 horas sem dormir. Esgotamento. Chuva, sol, nuvens, frio, calor. Que vontade de voltar para casa. Que vontade de que volte para casa. Lua de São Jorge. Homework, homesick. Uma nuvem num céu perfeito. Desejei ter uma câmera de fotos mas não tinha nenhuma. 22 horas sem dormir. 1 despedida. 3 cidades. 4 vôos. 7 dias. Já estou em casa. Que vontade de que esteja em casa.

Read Full Post »

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: